Entenda a importância de seguir algumas regras básicas para adquirir a lealdade dos seus compradores.

Todo empreendedor busca sempre formas de tornar sua rede de clientes cada vez maior, visto que isso pode ser considerado reflexo de um negócio bem-sucedido. Mas nem todos fazem por onde, e esquecem que para que um cliente permaneça fiel, é necessário executar estratégias para cativá-lo e conquistar sua confiança.

Segundo palavras de Philip Kotler, renomado especialista e um dos maiores gurus do Marketing, “conquistar um novo cliente custa de 5 a 7 vezes mais que manter um atual”. Além disso, um cliente fidelizado e realmente leal à sua empresa pode vir a ser mais do que um mero consumidor, podendo participar também da promoção e divulgação do seu negócio.

Dessa forma, podemos dizer que qualidade pode ser melhor que quantidade, e uma grande parte de empresários por vezes se questionam se estão realmente adotando práticas corretas para com a sua clientela, tanto relacionadas a atração quanto à fidelização.

Pensando nisso, a Agita preparou um manual de práticas simples e efetivas para que você tenha a certeza de que está no caminho certo para tornar seus clientes verdadeiros seguidores da sua marca!

1. A primeira impressão é a que fica

Imagine chegar em uma loja e nenhum vendedor te dar atenção. E assim que você precisar de algum suporte, eles se mostrarem indiferentes e/ou te atenderem com má vontade. Ninguém gosta disso, não é mesmo? Por isso, em primeiro lugar, faça um monitoramento dos seus funcionários mais sociáveis e escolha os que sempre transparecem satisfação para lidar com a sua freguesia. Eduque-os a tratarem a clientela como eles gostariam de ser tratados. A boa recepção do cliente é um grande passo dado rumo à sua fidelização.

2. Conheça seu público

Lembra do que a gente falou aqui em cima sobre qualidade por vezes ser melhor que quantidade? Pois é. A dica aqui é para te orientar a direcionar suas ações para o seu público-alvo. Não adianta suar a camisa e gastar tempo e dinheiro com um público que não é seu. Nossa sugestão é que se sua empresa possuir uma ou mais personas, foque seus esforços somente nelas. E se não tiver, recomendamos que crie uma urgentemente!

Se você não sabe o que é uma persona, não tem problema. A gente te explica rapidinho. A persona é uma pessoa fictícia que simboliza o seu modelo de cliente ideal. Ela é ainda mais específica do que a definição do seu público-alvo. É como se dentro do seu nicho de clientes, um deles fosse o escolhido para representar todo um grupo.

Nos dados da persona, encontram-se por exemplo: seu nome (fictício, é claro), idade, estado civil, profissão, número de filhos, hábitos de consumo, hobbies, além das suas dores e problemas. Com essa precisão de informações, fica muito mais fácil saber para quem você deve direcionar toda a sua produção, bem como a comunicação social da sua empresa, e por fim identificar quais são os clientes com maior potencial de fidelização.

3. Entregue valor ao cliente

Primeiramente, é preciso saber que o valor e o custo do seu produto são coisas diferente. Voltaremos ao mestre Kotler para poder melhor definir o conceito de valor. Segundo ele, “o valor entregue ao cliente é a diferença entre o valor total para o cliente e o custo total para o cliente. O valor total para o cliente é o conjunto de benefícios que os clientes esperam de um determinado produto ou serviço”.

Já por custos, perceba que o seu significado não está somente atrelado a precificação, mas sim a toda a experiência de compra, como comodidade, eficiência, praticidade ou qualquer fator que possa apresentar um resultado negativo.

Assim, é extremamente importante entender que somente criar um valor e atribuí-lo ao seu produto não é suficiente. Por isso, voltamos a bater na tecla da entrega do mesmo! Não adianta nada você prometer por exemplo uma festa com grandes atrações, mas no final das contas deixar faltar bebida e não haver banheiros suficientes para comportar uma grande quantidade de pessoas. Isso diminui o valor do seu produto, assim como a probabilidade de fidelização dos clientes.

4. Invista na sua presença digital

Bom, acho que não é preciso nem dizer que estamos no ápice do nosso envolvimento tecnológico, não é? A todo tempo nós estamos conectados, seja por PCs, laptops, smartphones, SmarTVs… Enfim, são muitos os dispositivos que permitem a nossa integração com o meio digital. Por isso, sua empresa precisa de uma forte representação dentro dele!

Inicialmente, é imprescindível que você tenha um site ou perfis de negócio em redes sociais. Se tiver os dois, melhor ainda! Possuir um espaço que apresenta sua marca, serviços, produtos, além do seu endereço, é o mínimo que você deve fazer para mostrar sua presença no mundo on-line.

Indo mais além, existe ainda uma grande variedade de estratégias eficazes dentro do Marketing Digital, e dentre as mais populares podemos citar as mídias sociais e o Inbound Marketing.

A primeira consiste basicamente em usufruir das ferramentas de divulgação e anúncios dentro de redes sociais como o Facebook e o Instagram. Fazer impulsionamentos de anúncios nessas redes é uma boa forma de aumentar seu alcance e conseguir resultados. Além disso, essas plataformas funcionam perfeitamente como um serviço de atendimento ao cliente. Assim, você pode estreitar laços com sua freguesia de forma interativa, o que é mais um grande aspecto para uma possível fidelização.

Já o Inbound funciona como uma ferramenta de vendas de forma gradativa. Também chamado muitas vezes de Marketing de Permissão, esse sistema oferece conteúdo valioso para solução de problemas do seu lead (potencial cliente). E o que se pede em troca são geralmente informações básicas, como seu nome e e-mail. Dessa forma, muitas vezes ele se sente obrigado a retribuir pelo conteúdo e te fornece esses dados. A partir daí, você posiciona o seu lead no topo do que chamamos de “Funil de Marketing”, onde ele receberá materiais e conteúdos cada vez mais aprofundados de acordo com o nível de interesse nos seus serviços. Depois que ele atingir o fundo do funil, ele provavelmente estará decidido a comprar ou contatar seu serviço. Se sua estratégia de Inbound for bem-sucedida, você naturalmente terá um lead bem “nutrido” e adepto do seu conteúdo.

5. Surpreenda seu cliente com agrados

Não é todo mundo que gosta de surpresas, é verdade. Mas podemos concordar que a maioria das pessoas gosta de ser lembrada na sua data de aniversário, ou mesmo receber algum presente sem esperar por ele. Portanto, uma boa forma se criar vínculos com seus clientes é oferecer alguma cortesia fora de hora. Ou se preferir, escolha a hora certa, como por exemplo quando ele está afastado da sua empresa e você quer reconquistá-lo. Esse tipo de atitude faz o cliente se sentir especial, e isso pode despertar nele uma afetividade maior com a sua empresa, atributo esse que desbancará qualquer tipo de concorrência justamente por você ter agregado valor à sua marca.

Lembre-se também de dar uma atenção diferenciada a clientes assíduos, popularmente conhecidos como VIPs. São eles que estão sempre com você, e nada mais justo que de vez em quando surpreendê-los com boas notícias. Isso garantirá uma maior estabilidade na relação, e como sabemos, isso é fator chave na fidelização do cliente.

Conclusão

Como você pode ver, fidelizar um cliente exige dedicação, e existem muitas variáveis que contribuem para que ele se torne ou não um seguidor da sua marca. Sabemos que no mundo dos negócios não existe receita de bolo, porém, seguir à risca essa cartilha aumenta e muito suas chances de uma resposta positiva.

Aproveitando que você chegou até aqui, que tal ver como anda o seu Marketing Digital?

Clique no botão abaixo e faça agora uma avaliação totalmente grátis!

Faça sua avaliação

Gostou do nosso artigo? Fica ligado(a) no nosso blog para mais conteúdos desse tipo.

Se ficou com alguma dúvida, fale com um dos nossos especialistas! Temos certeza de que você terá todos os seus questionamentos solucionados!

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.